4 dicas para a aceitação do Idoso

27 de abril de 2022

Categoria:

Sem categoria

Tag's:

cuidador de idosos cuidadores idoso

Trabalhar a aceitação do idoso pode ser algo bem difícil para os familiares. Isso porque, na maioria das vezes, os mesmos podem se mostrar intransigentes quanto à necessidade de cuidado e à presença do cuidador. Certamente isso acontece devido a vários fatores, entre eles, o medo da mudança.

Desta forma, é bem comum a família ir em busca de um cuidador de idosos. Neste instante, começam os processos onde o idoso deverá se convencer de que ter ajuda é melhor do que não ter. Esta pode ser uma tarefa não muito fácil, veremos mais abaixo.

1. Tenha paciência

Os cuidadores e familiares precisam ter em mente a importância de ter paciência e carinho com os idosos para tornar a convivência mais harmonica, além de ajudar a superar momentos difíceis. Algumas questões, como o temperamento do idoso, podem influenciar no relacionamento, mas precisamos lembrar que a calma é sempre um quesito essencial para melhorar a relação.

2. Incentive momentos de descontração

Muitos idosos apresentam alguma limitação por causa da idade, reduzindo o gasto de energia. Isso pode provocar muitos prejuízos, principalmente para aqueles que sempre foram independentes e ativos. Com isso, alguns problemas surgem, como a depressão.

Por isso, sempre que possível, devemos incentivar o idoso a fazer coisas de que ele gosta, além de aproveitar momentos divertidos e prazerosos, e, de preferência, com outras pessoas por perto.

Devemos promover a socialização por meio de jogos estimulantes, práticas de atividades físicas, idas ao cinema, entre outras. Além de ajudar a manter o cérebro ativo, essa dica pode ajudar a acelerar o gasto energético, o que melhora a saúde e a qualidade do sono.

3. Preserve a autonomia

Principalmente para as pessoas que foram ativas, seja na vida profissional, seja na vida pessoal, a necessidade de auxílio para algumas atividades pode causar estresse ou incômodo. Assim, a assistência deve ser para as atividades em que o idoso apresenta dificuldade, o que diminui a sensação de dependência e facilita a adaptação nessa nova fase de vida.

4. Tenha empatia

A empatia é compreender, identificar-se e colocar-se no lugar de um indivíduo diante de uma situação. Por isso, como podemos conviver com outra pessoa se não conseguirmos nos identificar com a situação pela qual ela está passando? Logo, ter empatia é fundamental para lidarmos com os idosos. Portanto, devemos sempre dar auxílio e cuidado para que possamos estimular esse processo de identificação com o outro.

Se você não sabe lidar com a tarefa de escolher cuidador de idosos sozinho, conte com quem já tem experiência no mercado. A Padrão Enfermagem é especialista em agenciar profissionais da saúde com segurança e qualidade.

Post's
Relacionados

Assine a nossa Newsletter!

Fique por dentro das novidades, inovações e dicas oferecidas
pela Padrão Enfermagem.

Soluções em agenciamento
de profissionais da saúde